Bem Estar

Atividades sensoriais são destaque na rede municipal

Escola Municipal Maria da Glória Barbosa Xavier promove rotina de atividades com texturas e cores para estimular paladar

A ação permitiu que as crianças explorassem texturas, cores, paladar, além de contribuir para que elas adquiram, também, consciência corporal

Imagem:Divulgação

Por Redação

O processo de aprendizagem dos alunos da rede municipal de ensino de Ribeirão Pires começa na infância, por meio de atividades de estimulação para o desenvolvimento integral das crianças. As 30 escolas de Educação Infantil têm promovido, diariamente, ações pedagógicas e lúdicas voltadas à alimentação e às sensações.

O objetivo desse trabalho é estimular a inteligência e a criatividade, possibilitando a aprendizagem e a descoberta. As crianças ampliam, dessa forma, a capacidade de explorar texturas e diferentes formas. As ações, que envolvem cerca de 5 mil alunos, são acompanhadas por profissionais da Prefeitura de Ribeirão Pires, por meio da Coordenadoria Pedagógica da Secretaria de Educação.

Na Escola Municipal Maria da Glória Barbosa Xavier, no Jardim Guanabara, as crianças do Berçário I participaram, na última sexta-feira (17), de atividades que utilizaram como material de estímulo sensorial, a gelatina. A ação permitiu que as crianças explorassem texturas, cores, paladar, além de contribuir para que elas adquiram, também, consciência corporal.

“Com a contribuição de toda a equipe escolar, temos uma rotina de trabalho que atende a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).  A atividade sensorial é uma prática lúdica em que a criança, além de se divertir, também é estimulada em diferentes sentidos: paladar, olfato, tato, visão e audição”, explicou a diretora da unidade escolar, Gilce Aparecida Lessa de Carvalho.

As unidades escolares que oferecem Educação Infantil desenvolvem as atividades utilizando tintas, tecidos, papeis, penas, areia, algodão, botões, lixas objetos com diferentes formas e texturas.

Os alunos do berçário participaram, ainda, da “Caixa Musical”, que proporciona uma rotina mais divertida e interativa.  O professor propõe que um aluno sorteie uma figura na “Caixa Musical”. Se o aluno sortear a figura do sapo, por exemplo, todos terão que cantar a canção relacionada ao sapo.  

De acordo com a secretária de Educação da cidade, Flávia Banwart, as ações são livres e cada unidade de ensino promove a temática de acordo com seu contexto escolar. “A aprendizagem é um processo complexo e continuo. Brincar é fundamental para o desenvolvimento integral. Com estímulos corretos, as crianças exercitam e melhoram suas capacidades emocionais, intelectuais, motoras e sociais”, explicou.

Mais lidas agora

Mais Bem Estar