Bem Estar

6 bons motivos para amamentar o bebê

A amamentação contribui efetivamente para a sustentabilidade ambiental e a segurança alimentar e nutricional

Imagem:Divulgação

Por Redação

Quando vemos uma mãe amamentando seu bebê, envolta em uma aura de tranquilidade e serenidade, não temos ideia de que este ato nem sempre é simples e prazeroso. As dificuldades, principalmente no início da vida do bebê, podem fazer com que algumas mães desistam de amamentar.

As dores durante a amamentação, por conta de rachaduras no bico do peito ou por seios muito cheios, a falta de apoio, informação e preparo, e até os conselhos de amigos e familiares mal informados podem desestimular a mãe a amamentar seu filho. Buscar informação especializada e ajuda de profissionais de saúde e do banco de leite humano é fundamental para encarar a missão com sucesso.

O Saúde Brasil listou 6 bons motivos para você não desistir de amamentar seu bebê por dois anos ou mais, e exclusivamente até o sexto mês da criança, conforme recomendação do Ministério da Saúde. Confira:

Por que faz bem à saúde da criança

O leite materno protege de infecções como diarreia, pneumonia e otite.  Previne algumas doenças futuras como asma, diabetes e obesidade. Favorece o desenvolvimento físico, cognitivo e emocional. O esforço que a criança faz para sugar o leite do peito da mãe é um exercício importante para a boca e para os músculos do rosto e irá repercutir positivamente na respiração, mastigação, deglutição, articulação da fala e no alinhamento dos dentes.

Por que faz bem à saúde da mulher

Amamentar pode aumentar o intervalo entre os partos e prevenir algumas doenças da mulher, reduzindo as chances de desenvolvimento de câncer de mama, de ovário e de endométrio, além de diabetes tipo 2. Quanto mais tempo a mulher amamenta, maiores são os benefícios da amamentação à sua saúde.

Por que promove o vínculo afetivo

A amamentação é um ato de interação profunda entre a mãe e o bebê. É um momento de muita troca que, geralmente, é prazeroso para os dois. Assim, a amamentação aproxima mãe e bebê, fortalecendo o vínculo afetivo entre eles.

Por que é econômico

O leite materno é gratuito, produzido pela mãe para ser oferecido ao seu filho. As fórmulas infantis industrializadas têm custo e podem comprometer boa parte do orçamento familiar. Além disso, não amamentar pode gerar gastos extras no futuro, já que a criança não amamentada adoece mais.

Por que faz bem à sociedade

Crianças amamentadas adoecem menos. Com isso, geram menos impactos financeiros às suas famílias e ao sistema de saúde. Elas também têm mais chances de alcançar o seu potencial máximo de desenvolvimento cognitivo, emocional e afetivo, resultando em adultos com maior capacidade laboral, que contribuem para o desenvolvimento do país.

Por que faz bem ao planeta

A amamentação contribui efetivamente para a sustentabilidade ambiental e a segurança alimentar e nutricional. O leite materno é um alimento natural, produzido e fornecido sem poluição e sem prejuízos diretos aos recursos naturais. Reduz a produção leiteira e seu impacto, evitando resíduos que contribuem para a emissão de gás metano, causador do efeito estufa. Reduz a produção industrial de fórmulas lácteas e toda uma cadeia de produtos geradores de detritos, como toneladas de latas, plásticos e rótulos.

Mais lidas agora

Mais Bem Estar