19/05/2017 - Editorial


As vielas de Rio Grande da Serra




Rio Grande da Serra com seus 50 mil habitantes é uma cidade peculiar, com problemas específicos e muito que se fazer. Os moradores vivendo em bairros cheios de aclives e declives encontraram nas vielas a forma mais eficiente de se locomoverem e garantir a mobilidade.
 
Mas, com o passar do tempo, o que era para se tornar uma facilidade, veio para colaborar com o transtorno diário da população.
Vielas de terra, cheias de mato, cobertas por entulhos, enfim, impróprias para o uso, acabou se tornando umas das principais reivindicações dos populares dos bairros mais afastados da região central.
 
A Folha acompanha de perto a peregrinação das pessoas que tentam levar a melhorias para as vielas, algumas já recebem os serviços, mas outras dezenas estão abandonadas.
 
A Prefeitura de Rio Grande da Serra promete amenizar o desconforto, aprovou na Câmara de Vereadores aporte de R$ 1,2 milhão para obras de recuperação desses espaços, com serviços de calçamento, instalação de iluminação pública e mais o que for necessário. Serão inúmeras as vielas atendidas, com prioridade para regiões mais afastadas e espaços de passagem prioritários.
 
Com a iniciativa o prefeito Gabriel Maranhão cumpre mais uma promessa de campanha, levar desenvolvimento e qualidade de vida para população mais carente. O chefe do Poder Executivo, em entrevista recente, destacou que irá priorizar o segundo mandato no resgate da Cidadania, e a mobilidade urbana terá papel principal na mudança de conduta. 
 
É esperar para ver os resultados!