Folha de Ribeirão Pires


25/01/2019 10:15 - Polícia

Trânsito de RGS tem menos vítimas fatais

Os dados divulgados pela Infosiga SP correspondem ao ano de 2018

Em novembro, um casal morreu após colidir com uma árvore em RP / Foto: Acervo Folha de RPEm 2018, a cidade de Rio Grande da Serra registrou apenas uma vítima fatal no trânsito. Os dados são do Movimento Paulista de Segurança do Trânsito, órgão do Governo do Estado, divulgados no início desta semana. 
 
Das sete cidades da região, Rio Grande foi o único município que manteve o número de um ano para o outro (em 2017, a cidade também registrou apenas uma morte). 
 
Segundo as estatísticas do Infosiga SP, o Estado registrou 5.459 mortes no trânsito - tendo uma queda de 3,5% em relação à 2017. 
 
Desse número, 30,7% correspondem aos acidentes envolvendo motocicletas (3.784 vítimas fatais em todo Estado). Na sequência aparecem os pedestres, com mais de 3.000 mortos. Outro dado alarmante é de que 53,3% desses acidentes acontecem em vias municipais.
 
Grande ABC
 
Das 5.459 vítimas fatais em todo o Estado, 201 perderam a vida nas cidades do Grande ABC - 15,9% a menos que no ano de 2017. 
 
Diadema e São Caetano do Sul apresentaram alta de um ano para o outro - de 34 para 35 e de cinco para seis vítimas respectivamente. 
 
Já as demais cidades tiveram redução no número de vítimas. Mauá apresentou a maior queda de óbitos da região, saindo de 32 para 18 - uma baixa de 43,7%. Em seguida, aparece Ribeirão Pires com o percentual de 36,6% a menos. Santo André teve 9 vítimas a menos em 2018 e São Bernardo do Campo, cinco. 
 
O cenário de vítimas fatais permanece inalterado na região. Assim como em 2017, os homens são maioria entre os óbitos no trânsito. Foram 160 vítimas do sexo masculino, correspondendo à 79,6% do número total. 
 
A faixa etária também é outro fator sem alterações: desde 2016, jovens entre 18 e 24 anos lideram as estatísticas de mortes no trânsito. Em novembro, a Folha noticiou a morte de um casal de jovens após um grave acidente de trânsito na Avenida Humberto de Campos, em Ribeirão Pires. Ricardo Gará Costa, 21 anos, e Maryana Fernandes Machado, 18 anos, não resistiram aos ferimentos e morreram ainda no local (foto).

+21
+22°
+16°
Ribeirao Pires
Terça-Feira, 24