Folha de Ribeirão Pires


14/11/2017 10:22 - Política

Prefeitura de Ribeirão Pires utiliza ‘gato’ em energia elétrica para abastecer prédio público

Cabeamento irregular coloca em risco a segurança de moradores e usuários de UBS e escola municipal no Guanabara

Cabos ficam expostos e ao alcance das crianças que circulam pelo localCabos que saem de uma caixa de energia da Unidade Básica de Saúde sobem pela lateral do poste e se incorpora a rede elétrica, sem que seja possível verificar para onde segue. Tudo amostra e ao alcance das crianças e adultos que utilizam uma unidade de saúde e uma escola da rede municipal.
 
O problema está há meses ocorrendo no Jardim Guanabara, sob o olhar complacente da Administração Municipal.
 
Após denúncia, uma equipe de reportagem da Folha esteve no local na manhã de ontem (13) e verificou a veracidade dos fatos.
O espaço agrega a Unidade de Saúde da Família do Guanabara e a Escola Municipal Maria da Glória Barbosa Xavier, lá a equipe verificou que cabos saem da caixa de luz sem qualquer cuidado com a segurança dos usuários.
 
Servidores municipais dizem que o problema existe há meses e enfatizam que o fato já foi relatado aos superiores, mas nada é feito. Ainda segundo os funcionários, o “gato” na energia serve para manter a unidade de saúde com energia. 
 
Para José Carlos Ramos, morador do Parque Aliança, a presença de cabos expostos coloca em risco a vida das pessoas.
 
Cabos instalados de forma precáriaCabos seguem até a rede elétrica “Imagine se alguém vem aqui e coloca a mão ou puxa algum fio, é choque na certa. Quem deixa isso assim deveria ser demitido pelo prefeito, mas como nós sabemos, ele não demite quem apoiou ele”, desabafa o morador.
 
Para uma mãe que pediu anonimato, foram inúmeras as vezes que reclamou sobre a presença dos cabos no local, mas de nada adiantou.
 
“Estou cansada de reclamar na escola e na UBS, alguns dão risadas e ainda falam que deveríamos agradecer por ter energia”, desabafa a mãe de três filhos que reside na região.
 
A Folha encaminhou as denúncias à AES/Eletropaulo. A empresa informou que o local está ligado de modo provisório desde 2016, em razão do furto de cabos e do relógio da instalação. A concessionária posicionou à Prefeitura, e aguarda a realização - por parte do cliente, das adaptações técnicas necessárias para a normalização do fornecimento de energia no local.
 
A Prefeitura da Estância confirmou o furto e destacou se tratar de ligação provisória autorizada e executada pela própria concessionária, que será mantida até que a reinstalação de relógio e cabeamentos seja concluída. A Administração não estabeleceu data para conclusão dos serviços.

+21
+22°
+16°
Ribeirao Pires
Terça-Feira, 24