Folha de Ribeirão Pires


27/03/2018 10:24 - História das Histórias

Odair Malerba - Daia

“Naquela época, jogávamos futebol por amor ao esporte”, Odair MalerbaOdair Malerba, o Daia, de 74 anos é natural de São Caetano do Sul e nos conta a sua história como jogador de futebol com muita emoção. “Me mudei para Ribeirão Pires com poucos meses de vida. Aqui era um lugar muito tranquilo e com muita vegetação.
Naquela época recebíamos muitos moradores da cidade de Santos. Eu morava numa casa que fazia fundos com o campo do Ribeirão Pires Futebol Clube e meu pai sempre me levava para assistir aos jogos. 
 
“Foi aí que tomei gosto pelo esporte”, disse. Sempre jogou pela várzea e com 17 anos foi jogar no Jabaquara Futebol Clube. Naquela época era comum as firmas darem emprego para manter os jogadores. Malerba contou com profundo saudosismo sobre os seus amigos de várzea. “Eu jogava de meia esquerda e sinto muitas saudades do Tureli, do Rubinho. Infelizmente muitos deles já morreram”, disse com lágrimas nos olhos ao mesmo tempo que fala que naquela época o futebol era praticado por amor ao esporte. 
 
Odair Malerba Já jogou pela Pirelli, Cruz de Malta, Ribeirão Pires Futebol Clube, Jabaquara Futebol Clube, Brasil Futebol Clube, Olaria, Solvay e no time da extinta Empresa Constanta. “Nós trabalhávamos durante a semana e jogávamos aos domingos e os campos eram sempre lotados e frequentado pelas famílias. Quando tinha briga, tudo era resolvido na hora ou então momentos antes da sessão de cinema”, concluiu.

Filtre matérias de História das Histórias em:

  • Ribeirão Pires
  • Rio Grande da Serra
  • +21
    +22°
    +16°
    Ribeirao Pires
    Terça-Feira, 24