Folha de Ribeirão Pires


24/11/2015 09:27 - Editorial

Ocupações forçam o diálogo

O que parecia uma brincadeira de criança acabou ficando séria. Nem mesmo o governador Geraldo Alckmin acreditou, chegou a fazer chacota dos alunos que iniciaram o movimento de ocupação das escolas estaduais em protesto contra a reorganização do ensino paulista.
 
A frase de Alckmin: “Acredito que os estudantes vão deixar as escolas. O final de semana está chegando, e ninguém é de ferro”, seguido de um sorriso no canto da boca, se transformou em dor de cabeça para o comandante paulista. 
 
Os alunos não desocuparam as unidades, pelo contrário, ganharam adeptos, hoje cerca de 100 escolas estão ocupadas, e ainda viram o pedido de reintegração de posse feita pelo Governo ser negado ontem, pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.  Para a turma julgadora – composta pelos desembargadores Coimbra Schmidt (relator), Paulo Magalhães e Eduardo Gouvêa – as ocupações não envolvem questão possessória, pois o objetivo dos estudantes é apenas fazer com que Estado abra discussão sobre o projeto de reorganização da rede de ensino. 
 
E assim segue o movimento contra o fechamento de escolas, ganhando força, organizada e fortalecida pelos jovens. Adolescentes que pintaram a cara e derrubaram um Presidente da República, saíram às ruas contra a corrupção e o aumento das tarifas, e se fizeram ouvir.
E na manifestação de agora, não será diferente!
 
“Quem ri por último ri melhor”!
 

Filtre matérias de Editorial em:

  • Ribeirão Pires
  • Rio Grande da Serra
  • São Paulo
  • Mauá
  • +21
    +22°
    +16°
    Ribeirao Pires
    Terça-Feira, 24