Folha de Ribeirão Pires


03/04/2018 10:26 - História das Histórias

Neusa Coutinho

Gosto de ler a Folha para me informar sobre o que acontece na cidadeMoradora em Ribeirão Pires desde o início da década de 1960, Neusa Coutinho de 84 anos, viu a cidade crescer e ter a atual aparência. 
 
“Eu morava em Cubatão e quando cheguei aqui tinha uns 36 anos. Meu marido conseguiu emprego na Elclor e a minha primeira moradia foi na rua João Ugliengo. Vim com três filhos e aqui tive mais dois”. 
 
Já morando na antiga rua Capitólio, dona Neusa viu a retirada do morro onde é o atual centro comercial. 
 
“Naquele tempo Ribeirão era bem diferente. Eu vi a retirada do morro onde atualmente está o centro comercial da cidade. Isso faz muito tempo, não existia ainda o São José no morro”. 
 
Animada e apaixonada por música, dona Neusa Coutinho disse que passa o ano à espera do Festival do Chocolate.
 
“Eu gosto muito do Festival do Chocolate. Vou só para ver a cara dos artistas. Quando eu era moça lá em Cubatão sempre que chegava o circo na cidade eu chamava meus irmãos para me acompanharem, pois naquela época mulher acompanhada não pagava ingresso. Já assisti a muitos shows, mas o que eu mais queria assistir era do Roberto Carlos e  Aguinaldo Rayol”. 
 
Segundo ainda disse dona Neusa uma de suas distrações é ler o jornal Folha de Ribeirão Pires. 
 
“Sempre que chega o dia da edição fico preparada para ver o jornal. Primeiro eu folheio vendo todas as imagens e depois leio todas as matérias para me informar sobre o que acontece na cidade”.

Filtre matérias de História das Histórias em:

  • Ribeirão Pires
  • Rio Grande da Serra
  • +21
    +22°
    +16°
    Ribeirao Pires
    Terça-Feira, 24