Folha de Ribeirão Pires


11/01/2019 10:28 - Polícia

Menor morre atropelado por trem após fugir de abrigo em Rio Grande

O acidente aconteceu no km 34 da linha férrea, próximo a Avenida Kaethe Richards, em Ribeirão Pires

O jovem caminhava pelos trilhos no momento do atropelamento / Folha de Ribeirão PiresUm adolescente de 15 anos morreu após ser atropelado por um trem na Linha 10 - Turquesa, que seguia sentido Rio Grande da Serra, na noite do último dia 29, mas o caso só veio a público no início desta semana.  
 
O acidente aconteceu por volta das 20h50 na altura do quilômetro 34 dos trilhos da via férrea, próximo a Avenida Kaethe Richards, em Ribeirão Pires. O menor andava pelos trilhos acompanhado por outro garoto, também atingido pela composição.
 
De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, o maquinista, ao sair da curva, avistou os jovens caminhando pelos trilhos.
De imediato, o condutor acionou os freios de emergência, bem como a buzina, no entanto, os esforços realizados pelo condutor não evitaram o atropelamento dos garotos. 
 
Equipes do Corpo de Bombeiros compareceram ao local do acidente e prestaram os primeiros socorros às vítimas, que foram encaminhadas ao Hospital Nardini, em Mauá, ainda com vida. No momento em que era socorrido, um dos garotos, que estava consciente, confirmou seu nome às autoridades presentes.  
 
A morte do adolescente de 15 anos foi comunicada na manhã do dia 30, pela coordenadora do abrigo no qual o menor foi acolhido. O estado de saúde da segunda vítima não foi divulgado. 
 
Fuga resulta em morte 
 
Era por volta do meio-dia, no dia 29, quando o menor saiu da casa de acolhida informando que iria até a residência de um colega.   
Ao tomar conhecimento do acidente fatal envolvendo um dos internos do abrigo, a coordenadora dirigiu-se ao IML de Santo André, para o reconhecimento do corpo. A mãe biológica  também foi avisada pela coordenadora sobre a morte do filho.  
 
Segundo relatos da responsável pela casa à Polícia Civil, o adolescente era um dos jovens acolhidos pela entidade, em razão de seus pais biológicos não possuírem as qualificações necessárias para o exercício da guarda. 
 
Ainda de acordo com a coordenadora, o pai do garoto encontra-se em uma clínica de reabilitação química, em São Bernardo do Campo.
 
A Folha apurou que a responsabilidade do abrigo está sendo verificada pelas autoridades, por possuir a responsabilidade pela integridade do interno que estava sob afastamento familiar.

+21
+22°
+16°
Ribeirao Pires
Terça-Feira, 24