Folha de Ribeirão Pires


15/02/2019 10:25 - Polícia

Fábrica de linguiça atuava em condições precárias

Quatro pessoas foram  presas em flagrante e liberadas na tarde de quinta-feira

A Polícia apreendeu os maquinários e os embutidos que seriam vendidos / Foto: Divulgação/GCM Na última quarta-feira (13), a Guarda Civil Municipal de Ribeirão Pires, após denúncias, localizou uma fábrica ilegal de embutidos que funcionava no interior de uma residência, na Vila Nova. Agentes da Vigilância Sanitária e equipes da Polícia Civil também compareceram ao local.
 
Segundo informações, as linguiças eram produzidas sem as condições de higiene necessárias e eram armazenadas de maneira inadequada em caixotes de plásticos  que eram mantidos no chão da residência. Os guardas municipais ainda relataram que o local possuía um forte cheiro, característico de carnes já em decomposição.  Após a produção, os Fiação exposta e restos de carnes na parede onde ocorria a fabricação / Foto: Divulgação/ GCM embutidos eram comercializados em açougues da Estância, que não tiveram os nomes divulgados devido as investigações.
 
As instalações do cômodo em que as linguiças eram produzidas e embaladas também estavam em situação de precariedade, com fios expostos e paredes sujas.
 
A Folha não conseguiu informações quanto ao período de funcionamento da fábrica no local, mas, segundo informações obtidas em uma denúncia anônima, antes de atuar na Vila Nova, o proprietário produzia as linguiças em uma fazenda. 
 
O proprietário e os três funcionários, presos em flagrante, foram liberados na tarde de ontem (14). 


Crianças conviviam diariamente em residência onde ocorria a produção


Após a descoberta da fábrica de clandestina de linguiça, a Folha recebeu denúncia anônima de que  três crianças - sendo uma de cinco anos, uma de 10 anos e outra de 12 anos - convivem na casa onde ocorria fabricação. 
 
A redação entrou em contato com o Conselho Tutelar de Ribeirão Pires, que confirmou a existência de um menor e que, de fato, reside no local junto com sua mãe, proprietária da casa. O órgão afirmou que está apurando o caso e conversará com a responsável pela criança. Ainda de acordo com a denúncia, um dos menores já havia relatado que o carro do proprietário, preso em flagrante, possuía um mau cheiro, semelhante a carniça. 

+21
+22°
+16°
Ribeirao Pires
Terça-Feira, 24