Folha Ribeirão Pires - Estância abandonada - Estância abandonada

Folha de Ribeirão Pires


09/02/2018 09:19 - Editorial

Estância abandonada

  A cidade de Ribeirão Pires está abandonada. A frase é colocada e replicada nas redes sociais por moradores que publicam fotos de buracos nas vias, mato nas calçadas e escadões e pichação em prédios públicos e privados.
 
A revolta popular se justifica, a Folha esteve visitando diversos bairros nos últimos dias e constatou que falta manutenção em praticamente todas as ruas da Estância.
 
O mato cobre calçadas, os buracos estragam veículos e os pontos de lazer estão abandonados.
 
A revolta popular não ecoa sozinha, a Câmara de Vereadores, nas duas últimas sessões, vem mostrando insatisfação com o atual Governo. Sete dos 17 vereadores já se colocaram críticos a atual gestão e cobram providências.
 
O presidente da Casa de Leis, vereador Rubens Fernandes, o Rubão (PSD), chegou a usar a Tribuna, na tarde de ontem, para dizer que estava se sentindo palhaço, por não ter os pedidos de reparos de ruas atendidos.
 
Por outro lado, o prefeito Kiko Teixeira (PSB) se tranca em seu Gabinete e as poucas vezes que deixa o Paço é para visitar alguns locais onde ainda acontecem as manutenções, em grande parte, vias de maior movimento, tentando dar a sensação de que tudo está indo bem. 
 
Ao contrário do que pregou durante a campanha eleitoral de 2016, Kiko vem deixando a desejar, não dialoga com os vereadores e a população, se mostra acima do bem e do mal e coleciona reclamações.
 
Ao invés de buscar aliados, prefere intimidar vereador em feira livre, cobrando fidelidade, acima de tudo. Não aceita ser questionado. 
 
O que está acontecendo com o prefeito? Essa é a pergunta que até mesmo a base aliada está se fazendo, embora, sem qualquer resposta. 
 

Filtre matérias de Editorial em:

  • Ribeirão Pires
  • Rio Grande da Serra
  • São Paulo
  • Mauá
  • +21
    +22°
    +16°
    Ribeirao Pires
    Terça-Feira, 24