Folha de Ribeirão Pires


15/03/2019 10:26 - Polícia

Dupla de criminosos é reconhecida por mais uma vítima de furto a residência na Estância

Investigação da Polícia Civil confirmou a participação dos indiciados em furto na Vila Ema 

Leonardo e Caíque participaram da tentativa de furto na Vila Mortari / Foto:Divulgação/GCM Os integrantes de uma quadrilha especializada em furto a residência presos pela Guarda Civil de Ribeirão Pires, no último dia 6, durante a tentativa de furto a uma residência na Vila Mortari, agora responderão pelo furto em uma casa na Vila Ema.  
 
Investigações comandadas pela “Equipe A” do Distrito Policial da Estância apontaram a participação de Leonardo Lopes de Oliveira e Caíque Sena da Cruz no furto ocorrido no bairro durante a noite do dia 3.  
 
O dono da casa, que não estava no local no momento do furto, registrou o Boletim de Ocorrência um dia após do ocorrido. 
 
Por meio das imagens apresentadas pela investigação, a vítima reconheceu o tênis utilizado por um dos criminosos durante a tentativa de furto na Vila Mortari.  O tênis encontrava-se entre os itens furtados listados no B.O. O prejuízo estimado é de 35 mil reais. 
 
O objeto foi apreendido. A vítima compareceu ao D.P em posse das palmilhas e, ao colocá-las no tênis, reafirmou a participação do indiciado no crime. Segundo o delegado titular, Wagner Milhardo, além das palmilhas entrarem, elas traziam a marca do tênis.
“Por isso destacamos a importância do registro do caso, bem como a listagem dos objetos furtados, uma vez que auxiliam na investigação”, explica.  
 
Milhardo ainda explica que o furto não é visto como um crime grave na visão jurídica, e os indivíduos são liberados na audiência de custódia, como ocorrido com Leonardo Lopes, em novembro do ano passado, após o furto  em uma casa na Vila Suíssa.
“Tendo o conhecimento dos antecedentes criminais de ambos, o delegado assistente Marcos Duarte fez o pedido da prisão preventiva, e considerando as circunstâncias do crime, os antecedentes específicos e a fundamentação jurídica, o Judiciário acatou o pedido e acabou não liberando os dois indiciados”.  
 
A Polícia Civil autorizou a divulgação das fotos de Leonardo Lopes e Caíque Sena e pede para que outras vítimas da dupla compareçam até a Delegacia para registro de ocorrência.  “O inquérito foi instaurado e continuamos com as investigações para tentar recuperar os outros bens da vítima”, diz o delegado. 
 
Furto no Jardim Petrópolis
 
Outro caso semelhante que caminha para um desfecho é o ocorrido no Jardim Petrópolis, na madrugada da última sexta-feira (8). A Polícia Civil já localizou e indiciou o responsável por entrar no quintal de uma casa e levar um botijão de gás que estava no quintal.  

+21
+22°
+16°
Ribeirao Pires
Terça-Feira, 24