Folha de Ribeirão Pires


04/12/2018 09:56 - Dizem por aí

Dizem por aí 04/12/2018

Que o vereador Amigão D’Orto (PTC) não poupou críticas a forma de se fazer política na Estância. 
 
Que na sessão que escolheu Rato Teixeira (PTB) para presidente, partiu para cima dos legisladores, cobrando lealdade para com a população. 
 
Que D’Orto não aceitou a forma como os parlamentares conduziram as negociações junto ao Governo, visando eleger o sobrinho do prefeito Kiko para administração da Casa de Leis.
 
Que por várias vezes usou a Tribuna e trouxe luz a possíveis negociações não republicanas por parte de alguns vereadores. 
 
Que um dos citados foi o vereador José Nelson de Barros, o Zé Nelson (MDB).         
 
Que Amigão falou em alto e bom som que Zé Nelson mantinha contratos com a Prefeitura, e por esse motivo deixou de apoiar a reeleição de Rubão (foto) para presidente. 
 
Que, segundo Amigão, Zé Nelson mantinha um laranja para justificar um dos contratos. Pela Legislação o vereador é impedido de contratar com a Prefeitura. 
 
Que a acusação quase terminou em briga. Zé Nelson partiu para cima de Amigão. O povo do “deixa disso” agiu.

Filtre matérias de Dizem por aí em:

  • Ribeirão Pires
  • Rio Grande da Serra
  • São Paulo
  • +21
    +22°
    +16°
    Ribeirao Pires
    Terça-Feira, 24