Folha de Ribeirão Pires


14/12/2018 09:36 - Editorial

Começou a corrida eleitoral municipal

As eleições de outubro nem esfriaram e os políticos da região já se preparam para o pleito de 2020, quando serão escolhidos os novos prefeitos e vereadores. Para quem ainda pensa que está longe, se engana, no olhar dos políticos a corrida eleitoral está logo aí.
 
Entre as primeiras ações está a busca de ampliar o grupo político, essa recebendo a atenção do prefeito Kiko Teixeira (PSB). O alvo do prefeito da Estância é o PSDB, não só em Ribeirão Pires, mas também em Rio Grande da Serra.
 
Em Rio Grande, Kiko teve êxito, trocou o comando tucano e colocou um antigo aliado como presidente, o ex-secretário de Saúde, Carlos Duarte. Em Ribeirão Pires, o plano do prefeito não saiu como o esperado, tentou colocar a esposa como presidente, tirando do cargo o atual mandatário Cezar de Carvalho. A investida foi barrada pela Executiva Estadual que manteve Cezar na presidência.
 
Kiko agiu junto do coordenador regional, Márcio Canuto, responsável por viabilizar as trocas na legenda.
 
Todo o empenho de Kiko em ampliar o poder político contrasta com o seu desempenho frente a Prefeitura de Ribeirão Pires.
Enquanto “perde tempo” no campo político, faz a população sofrer.
 
A edição de hoje, mostra que uma entidade social precisa promover manifestações para garantir os repasses e levar atendimento às famílias carentes. Outro tema da falta de emprenho de Kiko é a iluminação pública, ou melhor, a ausência dela em diversos bairros. A população reclama que a escuridão coloca em risco a segurança, e a Prefeitura não resolve o problema.
 
Assim segue a Estância, muita disposição para se manter no poder e pouca ação em prol da população.
 

Filtre matérias de Editorial em:

  • Ribeirão Pires
  • Rio Grande da Serra
  • São Paulo
  • Mauá
  • +21
    +22°
    +16°
    Ribeirao Pires
    Terça-Feira, 24