Folha de Ribeirão Pires


08/03/2019 12:40 - Polícia

Casal tenta tirar criança do colo da mãe próximo a região do Jardim Serrano

O caso aconteceu em Mauá, na Avenida José Moreira, nas promiximades da divisa com Ribeirão Pires 

A tentativa ocorreu enquanto a mãe caminhava com a criança no colo / Foto: Reprodução/Google MapsNa tarde da última quarta-feira (6), o desabafo de uma mãe ganhou destaque em grupos de discussão nas redes sociais da região, após - segundo relatos - um casal tentar arrancar seu filho de apenas dois anos de seu colo. 
 
O caso aconteceu início da tarde do dia 6, quando a mãe caminhava pela Avenida José Moreira com seu filho, no Jardim IV Centenário, em Mauá. De acordo com a publicação, o casal se aproximou e tentou tirar o menino à força, deixando marcas pelo corpo da criança. 
 
Após o ocorrido, a responsável foi até sua página no Facebook e escreveu sobre a suposta tentativa de sequestro: “Pessoal tomem cuidado tentaram levar o (nome da criança) dos meus braços aqui na Avenida José Moreira, foi um casal. Fiquei desesperada, comecei a gritar e o moço da borracharia veio me ajudar”. 
 
Amigos e conhecidos da vítima foram até a publicação e relataram outros casos que estão circulando pela região.  Em um dos comentários, uma mulher afirma que tentaram levar uma criança na porta de uma escola no Jardim Esperança. “Meu Deus, vamos tomar cuidado poque estamos abandonadas”, diz.
 
Outra pessoa ainda afirma na publicação que, no mesmo dia, tentaram levar uma criança que estava em um supermercado. 
 
Na manhã de ontem (7), a mãe compareceu no 3º D.P de Mauá para registrar os fatos. Segundo ela, nenhum dos casos informados na publicação foi registrado. “Pessoal precisa ser registrado para que os policiais fiquem mais atentos e coloquem mais viaturas por aqui, até porque tem escolas e é assunto sério! Precisamos nos ajudar!”, pede a mãe. 
 
Casos envolvendo sequestro de crianças e adolescentes são recorrentes no país. O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos indica 14 maneiras de evitar esse tipo de crime,  entre elas: Orientar a criança a gritar pelos pais ou responsáveis ou a gritar por socorro quando uma pessoa que ela não conheça tente levá-la para algum lugar; Instruir a evitar lugares desertos ou escuros ao caminhar sozinho(a); Orientar para que ande em grupo. 
 
Confira as demais orientações   na página do  Ministério:  https://www.mdh.gov.br/navegue-por-temas/crianca-e-adolescente/criancas-e-adolescentes-desaparecidos.

+21
+22°
+16°
Ribeirao Pires
Terça-Feira, 24