Folha de Ribeirão Pires


11/08/2017 10:29 - Especial

A paternidade e suas experiências

Estudo mostra que vivência do pai afeta diretamente o comportamento do filho

Vida familiar menos conturbada se transforma em partenidade mais sólidaAs situações e experiências que um filho viveu com sua família afetam diretamente o seu comportamento quando ele se torna pai. Na Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, o psicólogo Rubens Maciel estudou quais as experiências típicas vividas pelo homem que espera seu primeiro filho. 
 
Para fazer uma análise utilizou de três categorias. A primeira é o patrimônio afetivo, os valores que a criança aprende com seus familiares.
 
“Tolerância, sensibilidade, interesse verdadeiro, amor e consideração são alguns deles. Caso uma criança tenha vindo de uma gravidez indesejada e tenha interrompido projetos do casal, ela poderá receber dos pais um patrimônio afetivo negativo”.
 
A segunda categoria é a responsabilidade, que em relação aos filhos, exige maturidade e estrutura emocional. E a terceira, é o que Maciel chama de desejo inconsciente. Esse será o diferencial entre os pais mais maduros e os mais imaturos, já que é nessa categoria que o psicólogo mostra o quão importante é a infância do homem que, em breve, será pai. 
 
A pesquisa também apontou que cada história de vida gera uma individualidade. Nos casos, em que a vida familiar foi turbulenta e em que havia conflitos entre os pais, o homem se mostrava menos preparado para lidar com as exigências da paternidade. Já os que tiveram uma vida familiar menos conturbada apresentaram uma personalidade mais sólida e se mostravam mais preparados.
 
Fonte: Agência USP

Filtre matérias de Especial em:

  • Ribeirão Pires
  • São Paulo
  • Mundo
  • Santo André
  • Encartes
  • +21
    +22°
    +16°
    Ribeirao Pires
    Terça-Feira, 24