Folha de Ribeirão Pires


06/11/2018 09:54 - Editorial

A Câmara não está amordaçada

Na última semana a Câmara de Ribeirão Pires deu uma lição de cidadania e compromisso com a população, barrou a proposta do prefeito Kiko Teixeira (PSB) que pretendia liberar a comercialização de bebidas alcoólicas em posto de combustível e lojas de conveniência. A restrição na Estância existe desde o ano de 2009.
 
Pelos corredores da Casa o tema ganhou espaço e muita especulação. Parlamentares pressionados pelo Executivo a votarem favoráveis a liberação não se sentiam a vontade em tratar do tema. Foram para a votação sem posição fechada, esperando “um milagre” para declinarem do apoio ao Governo.
 
E o “milagre” veio através da fala de alguns parlamentares que utilizaram a Tribuna para dissertar contrários a medida. Estatísticas mostrando o perigo na liberação foram levadas a conhecimento público, palavras de ordem exigiam do Plenário a manutenção da proibição. Até mesmo a Igreja foi colocada pelos opositores. Aos poucos, os liderados pelo prefeito foram trocando de lado e se posicionando contrários a medida.
 
Ao final do debate, apenas um parlamentar, o vereador João Lessa (PSDB), ainda se mantinha firme e fiel ao prefeito, mas acabou vencido, convencido pelos pares a não apoiar a medida. Tucano de partido, fez valer a máxima de ficar em cima do muro, não foi contra e muito menos favorável a proposta, se absteve de votar.
 
A grande pergunta que fica é qual o pano de fundo da medida enviada pelo prefeito Kiko Teixeira, mudar a legislação alegando inconstitucionalidade é pouco para um tema tão importante. Mesmo entre os aliados, a justificativa era vista como frágil demais.
Pelos corredores da Câmara o que se ouvia era que Kiko estaria modificando a legislação para atender a interesses do vice-prefeito, Gabriel Roncon (PTB), cujos familiares possuem postos na cidade. Será?
 

Filtre matérias de Editorial em:

  • Ribeirão Pires
  • Rio Grande da Serra
  • São Paulo
  • Mauá
  • +21
    +22°
    +16°
    Ribeirao Pires
    Terça-Feira, 24