Policial

Delegado afirma que confusão na Vila do Doce será investigada com apoio da GCM

<div style="text-align:center"><em>Wagner Milhardo ainda afirma que o tumulto n&atilde;o teve liga&ccedil;&otilde;es com bloco carnavalesco</em></div>

Imagem: Folha de Ribeirão Pires

Por

<div><img alt="As investigações já foram iniciadas pelo setor de investigação de RP / Foto: Thainá Maria/ Folha RP" src="/userfiles/2325_ delegado.jpg" style="float:left; height:196px; width:200px" />A Pol&iacute;cia Civil de Ribeir&atilde;o Pires, com apoio da Guarda Civil Municipal, dar&aacute; in&iacute;cio &agrave;s investiga&ccedil;&otilde;es para identificar os respons&aacute;veis pelas brigas generalizadas ocorridas na Vila do Doce, na tarde do &uacute;ltimo domingo (24).&nbsp;<br /> &nbsp;</div> <div>Ao tomar conhecimento das rixas, o delegado titular, Dr. Wagner Milhardo Alves, solicitou ao secret&aacute;rio de Seguran&ccedil;a do munic&iacute;pio, Coronel Navarro, a presen&ccedil;a de um representante da GCM a fim de formalizar os fatos. &ldquo;Enviaremos um investigador at&eacute; a base de monitoramento para n&oacute;s identificarmos os autores, porque esse tipo de briga &eacute; crime&rdquo;, afirma o delegado.&nbsp;<br /> &nbsp;</div> <div>Milhardo ainda afirma, durante entrevista exclusiva &agrave; Folha, que h&aacute; informa&ccedil;&otilde;es - ainda n&atilde;o confirmadas - de que os grupos envolvidos na confus&atilde;o s&atilde;o de cidades vizinhas.&nbsp;&nbsp;<br /> &nbsp;</div> <div>O delegado tamb&eacute;m parabenizou a a&ccedil;&atilde;o r&aacute;pida das equipes da GCM presentes no local.</div> <div>&nbsp;</div> <div><strong>Confus&atilde;o</strong></div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;A briga teve in&iacute;cio por volta das 18h20, pr&oacute;ximo ao palco da Pra&ccedil;a Central,&nbsp; ap&oacute;s o encerramento do Bloco das Mocreias.<br /> Segundo informa&ccedil;&otilde;es, enquanto o bloco seguia no Complexo Ayrton Senna, grupos de jovens j&aacute; se concentravam na pra&ccedil;a.&nbsp;&nbsp;<br /> &nbsp;</div> <div>Algumas pessoas passaram a se confrontar por raz&otilde;es ainda desconhecidas, causando tumulto desenfreado. V&acirc;ndalos que estavam no local aproveitaram da situa&ccedil;&atilde;o para danificar mesas e cadeiras de estabelecimentos comerciais.&nbsp; Integrantes da Romu, que acompanharam o desfile do bloco, conseguiram rapidamente dispersar os envolvidos na confus&atilde;o.&nbsp;&nbsp;<br /> &nbsp;</div> <div>N&atilde;o houve registros de v&iacute;timas ou de roubos e furtos causados durante as rixas.&nbsp;&nbsp;<br /> &nbsp;</div> <div>A Folha teve acesso a um &aacute;udio feito por um menor de idade que estava presente no &ldquo;rol&ecirc;zinho&rdquo;.&nbsp; O garoto afirma que as pessoas estavam usando drogas no local e que n&atilde;o participaram do desfile do bloco.&nbsp;<br /> &nbsp;</div> <div>&ldquo;Tava lotado, tinha muita gente. A&iacute; come&ccedil;ou a ter uma briga em cima do palco. N&atilde;o teve na a ver com o bloquinho, e falaram que foi por causa disso&rdquo;, conclui o jovem.&nbsp;&nbsp;</div>

Mais lidas agora

Mais Policial