Política

Vereadores de Rio Grande vão denunciar Sabesp ao Ministério Público de Meio Ambiente

<div style="text-align:center"><em>Indica&ccedil;&atilde;o foi tirada na primeira sess&atilde;o ordin&aacute;ria realizada na &uacute;ltima quarta-feira</em></div>

Imagem: Folha de Ribeirão Pires

Por

<div><img alt="Segundo vereadores ruas ficam com buracos após as intervenções / Arquivo Folha" src="/userfiles/2321_sabesp1.jpg" style="float:left; height:178px; width:200px" />A C&acirc;mara de Vereadores de Rio Grande da Serra aprovou na &uacute;ltima quarta-feira (6) a indica&ccedil;&atilde;o de enviar ao Minist&eacute;rio P&uacute;blico de Meio Ambiente do Estado de S&atilde;o Paulo den&uacute;ncia contra a Sabesp por mau servi&ccedil;o prestado aos moradores da cidade.<br /> &nbsp;</div> <div>Ap&oacute;s in&uacute;meros relatos por parte dos legisladores evidenciando que a concession&aacute;ria n&atilde;o estava garantindo o abastecimento de &aacute;gua e promovendo cobran&ccedil;a de coleta de esgoto em locais n&atilde;o atendidos pela empresa, o Departamento Jur&iacute;dico da Casa de Leis indicou que os casos fossem enviados ao Minist&eacute;rio P&uacute;blico.<br /> &nbsp;</div> <div>&ldquo;Quero parabenizar a preocupa&ccedil;&atilde;o de todos os vereadores quanto a quest&atilde;o da &aacute;gua em nossa cidade. O diretor da Casa acabou sugerindo que elaboremos um requerimento denunciando os fatos ao Minist&eacute;rio P&uacute;blico de Meio Ambiente, para que eles possam estar analisando as den&uacute;ncias, disse o presidente Claudinho Monteiro (PSB)&rdquo;.<br /> &nbsp;</div> <div>A decis&atilde;o da Mesa Diretora veio ap&oacute;s as cr&iacute;ticas de v&aacute;rios legisladores.<br /> &nbsp;</div> <div>&ldquo;Tivemos em uma reuni&atilde;o com a Sabesp reclamando da falta de &aacute;gua, e os malef&iacute;cios que est&atilde;o fazendo pela cidade; no Pouso Alegre (bairro) a obra &eacute; t&atilde;o ruim que at&eacute; a Prefeitura embargou, porque fizeram de qualquer jeito. A Sabesp &eacute; um c&acirc;ncer para cidade&rdquo;, disse o vereador Marcelo Cabeleireiro (sem partido).<br /> &nbsp;</div> <div>&ldquo;A Sabesp quando passou os canos na cidade (para transposi&ccedil;&atilde;o de &aacute;gua), as balsas estavam aqui e eles (Sabesp) n&atilde;o quiseram abrir o c&oacute;rrego Fumagali para desassorear, e hoje, causa problema para popula&ccedil;&atilde;o. Precisamos voltar a&nbsp; repensar na CEI&rdquo;, disse o vereador Bibinho (PSDB).<br /> &nbsp;</div> <div>&ldquo;&Eacute; um desrespeito o que a Sabesp faz com Rio Grande da Serra, tivemos na reuni&atilde;o e&nbsp; pudemos ver a soberba, eles (Sabesp) sabem que s&oacute; tem eles no mercado. Eu mostrei um v&iacute;deo onde n&atilde;o tinha &aacute;gua na torneira de uma casa, e eles dizendo que tinha.<br /> Como?&rdquo;, peguntou o legislador S&iacute;lvio Meneses (PDT).<br /> <br /> &nbsp; <div><strong>Sabesp anunciou investimentos para RGS</strong><br /> <br /> &nbsp; <div><img alt="Reunião foi agendada para tratar sobre a falta de água no município / Divulgação " src="/userfiles/2321_reuniao.jpg" style="float:left; height:111px; width:200px" />Em 29 de janeiro, no Gabinete do prefeito de Rio Grande da Serra, representantes da Sabesp informaram que a concession&aacute;ria ir&aacute; promover a&ccedil;&otilde;es para sanar o problema de &aacute;gua no munic&iacute;pio.<br /> &nbsp;</div> <div>Para corrigir o problema, a Sabesp prometeu antecipar para este ano as melhorias na infraestrutura das adutoras da regi&atilde;o,&nbsp; respons&aacute;vel por grande parte do fornecimento do munic&iacute;pio.<br /> &nbsp;</div> <div>Tamb&eacute;m foi assunto na reuni&atilde;o o Programa C&oacute;rrego Limpo, da Sabesp. A a&ccedil;&atilde;o visa conectar um grande n&uacute;mero de esgotos domiciliares com a rede de esgoto da Sabesp.<br /> &nbsp;</div> <div>Outro investimento em andamento &eacute; a&nbsp; implanta&ccedil;&atilde;o do sistema de esgoto em ruas do Parque Am&eacute;rica e Vila Fordine. Os investimentos nesta obra s&atilde;o de quase R$ 27 milh&otilde;es e far&atilde;o com que o esgoto desses bairros passe a ser enviado at&eacute; a esta&ccedil;&atilde;o de tratamento, contribuindo para garantir mais sa&uacute;de aos moradores e para melhorar a qualidade da &aacute;gua da represa.<br /> &nbsp;</div> <div>O investimento vai permitir que o esgoto de cerca de 5.000 moradores seja encaminhado por grandes tubula&ccedil;&otilde;es at&eacute; a esta&ccedil;&atilde;o de tratamento. Ser&atilde;o 1.909 liga&ccedil;&otilde;es domiciliares.&nbsp;</div> </div> </div>

Mais lidas agora

Mais Política