Policial

Polícia Civil de RP ajuda prender acusado de tentar matar mulher em Suzano

Após agredir mulher com uma marreta, o agressor tentou cometer suicídio na Estação de Ribeirão Pires

Civil de RP conseguiu identificar agressor que estava internado

Imagem:Divulgação/ Policia Civil

Por Thainá Maria

A Polícia Civil de Ribeirão Pires ajudou na prisão de um homem acusado de tentar matar a esposa em Suzano. O acusado, que até então permanecia sem qualquer identificação, estava internado no Hospital Mário Covas, em Santo André, desde o dia 22 de outubro, quando tentou se suicidar na estação de trem da Estância. O cumprimento do mandado de prisão foi dado na última quarta-feira (18).

O homem de 63 anos, identificado como A.A.S., agrediu a esposa que estava deitada na cama com uma marreta de cerca de 10 quilos. A vítima ficou inconsciente em razão da pancada. Além disso, ela sofreu lesões em ambas mãos e o dedo mínimo da mão direita amputado. 

O filho do casal, que mora no mesmo quintal, chegou a ir até a residência para tentar acalmar o pai. De acordo com seus relatos à Polícia Civil, o agressor ainda tentou se ferir na região do pescoço com uma faca de cozinha, mas não conseguiu. Após os acontecimentos, o homem deixou a casa e não retornou mais. 

Cerca de três horas após a tentativa de feminicídio em Suzano, A.A.S. se lançou contra uma composição na Estação de Ribeirão Pires. Segundo informações do boletim de ocorrência, o homem teria descido até a via e, então, se projetado embaixo do trem que se aproximava. Ele sofreu uma dilaceração no calcanhar do pé direito e um corte na região da nuca. 

No momento do ocorrido, A.A.S não portava documentos, dificultando sua identificação por alguns dias. Ele ficou desacordado e foi socorrido ao Hospital Mário Covas, onde permaneceu internado. Já a mulher foi levada à Santa Casa de Suzano e transferida para o Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes.

 

Identificação

 

Após a internação do homem, a Polícia Civil de Ribeirão Pires deu início às diligências para tentar identificá-lo. Segundo informações obtidas pela Folha, com a identificação por meio de equipamentos de inteligência e pesquisas, as equipes de investigação tomaram conhecimento sobre a prisão de A.A.S, no dia 8 de outubro, por descumprimento de medida protetiva, e que no dia 22 de outubro havia cometido uma tentativa de feminicídio.

Em contato com a Delegacia da Defesa da Mulher (DDM) de Suzano, foi constatado que havia um mandado de prisão com validade até outubro de 2040. No último dia 18, policiais da DDM de Santo André compareceram ao Hospital Mário Covas e deram cumprimento ao mandado.

Mais lidas agora

Últimas em Policial