Geral

Professores de Ribeirão Pires aderem Greve Nacional da Educação realizada pelo Sindicato

A APEOESP informa que a greve se refere a oposição à reforma da previdência em debate pelo Governo e também ao bloqueio de verbas públicas à educação

Greve atinge diversas escolas de Ribeirão Pires e região

Imagem:Reprodução Redes Sociais

Por Marília Gabriela

Greve nacional da Educação revindicado pelo Sindicato de professores de ensino oficial do Estado de São Paulo (APEOESP) realiza ato unificado nesta quarta-feira (15) no Vão Livre do Masp, na Avenida Paulista – SP.
Desde o dia 10 de maio, o sindicato chamou os professores da rede pública a aderirem a greve, por meio de nota pública, redes sociais e chamada televisiva.  A APEOESP informa que a greve se refere a oposição à reforma da previdência em debate pelo Governo e também ao bloqueio de verbas públicas à educação.

Perla de Freitas, Presidente do Sineduc - Sindicato dos professores municipais de Ribeirão Pires, afirma que o Governo realizou cortes no orçamento, desde o ensino superior até as creches, e reduziu em 50% as verbas do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação). "Em curto prazo trarão consequências negativas na quantidade e qualidade da merenda escolar, certamente acarretará a diminuição ou a extinção da distribuidora de uniformes e matérial escolar, impactarão na frota de ônibus escolares, na aquisição de livros, fraldas, papéis, brinquedos, no pagamento dos salários dos profissionais".


A Folha verificou que algumas escolas estão totalmente paralisadas, pois os professores da instituição aderiram à greve, outras escolas estão parcialmente paralisadas e há outras que não foram afetadas pela greve.
Segue algumas instituições que estão com atendimento totalmente ou parcialmente paralisadas nesta quarta-feira. 
    
Totalmente paralisadas:
E.M. Profª. Lavínia de Figueiredo Arnoni -  Vila Suissa;
Maria Gomes Pilar Creche Municipal – Ouro Fino;
E.M. Antonio Lacerda Bacellar –  Jardim Serrano;
E.M. Katia Regina Carvalho Ribeiro - Jardim Caçula.

Parcialmente paralisadas:
Escola Municipal Palmira Antônio Pereira – Ouro Fino;
Valberto Fusari, Ceeja -  Novo Colonial;
Escola Municipal Fiorindo Roncon - Vila Fiorentina;
Escola Municipal Silvio Roberto Grecco -  Jardim dos Eucaliptos;
Escola Municipal Mathilde Figueiredo David - Santa Luzia;
E.M. Herbert José De Souza -  Jardim Caçula.

Mais lidas agora

Mais Geral