Policial

Ribeirão Pires registra quarto caso de furto de computadores em escolas

Até o momento, nenhum suspeito pelos furtos ocorridos nas unidades escolares durante o último mês foi detido

O furto aconteceu na madrugada do último dia 24 na Santa Luzia

Imagem:Divulgação

Por Thainá Maria

Subiu para quatro o número de escolas furtadas em Ribeirão Pires apenas no mês de abril. Dessa vez, a Escola Estadual Professora Maria Pastana Menato, na Santa Luzia,  foi o alvo escolhido pelos criminosos.

Assim como nos outros casos, a escola teve 21 CPU’s, dois monitores e dois projetores multimídia roubados.

Aproximadamente, 50 computadores foram furtados em menos de 30 dias.

O caso aconteceu na madrugada do dia 24,  dois dias antes do furto noticiado na última edição da Folha, ocorrido na Escola Estadual Professor João Gaudêncio Mainine, no Jardim Aymoré, no último dia 26.

Os indivíduos entraram na escola após a porta da secretaria e da sala de informártica serem arrombadas.

Funcionários perceberam que o local havia sido furtado ao chegarem pela manhã.

Relembre os furtos

9 de abril - E.E Farid Eid Na ocasião, a escola localizada na Rua Fagundes Varela, no Jardim Caçula,  foi invadida por volta das 3h, e teve oito computadores e uma caixa acústica furtados.

O caseiro responsável pela unidade escolar ouviu barulhos e, no local, constatou que a porta estava aberta e com cadeados quebrados.

17 de abril - E.E Mário Alexandre Faro Nieri Os representantes da unidade escolar, na Estância Noblesse, perceberam, pela manhã, que os cadeados do portão de acesso estavam danificados.

Ao verificarem as salas, constataram que 15 CPU’s da sala de informática não estavam mais no local.

O crime também ocorreu durante a madrugada.

24 de abril - E.E Profª Maria Pastana Menato Assim como nos demais furtos, os criminosos entraram na unidade escolar, na Santa Luzia, antes do amanhecer visando a sala de informática do local e levaram 21 CPU’s, dois monitores e dois projetores multimídia.

26 de abril - E.E Profº João Gaudêncio Mainini Os criminosos entraram na unidade escolar possivelmente pulando um dos muros.

A representante afirmou que o cadeado do portão que dá acesso ao pátio estava quebrado, assim como as portas da secretaria e da direção local em que os equipamentos estavam.

Foram levados cinco computadores, compostos por desktop e monitor, e um notebook avaliado em pouco mais de mil e oitocentos reais.

Mais lidas agora

Mais Policial